Pular para o conteúdo principal

Fora de Foco.

Aquilo que escrevo se torna parte de mim.

Realmente não escrevo com a genialidade de Machado de Assis nem com a prosa de José Saramago bem como os romances de Lygia Fagundes Telles, mas menciono minha vida em momentos que vivo sendo eu o construtor de mim mesmo. Ando sempre com pensamentos que possam de alguma forma ajudar minha vida e a vida daqueles que me conhecem. Reconheço minhas falhas onde erro e devo sempre tentar induzir minha vida a não errar, meu passado e presente tornam-se a produzir o meu futuro. Hoje ao acordar lembrei-me de Machado de Vinicius e outros tantos. Até cantei a Rosa essa a de Hiroshima poema lindo de Vinicius de Moraes outro nome a se enaltecer pelas letras que saem da alma onde o homem realiza seus sonhos e vai além do seu tempo. E claro canto mal, mas a rosa essa para mim foi como um foco num mundo fora de foco dai faço um breve canto e que me perdoe Vinicius pela ausência de foco.

Lembrei sim das crianças 
das mudas telepáticas
das cegas inexatas
das mulheres 
rotas alteradas
das feridas
cálidas 
das rosas 
hereditárias 
radioativas
da ignorância estúpida e invalida
da vida sem cor sem perfume 
da vida sem nada


Juvenal Sandro Bispo.



Postagens mais visitadas deste blog

Silencie as guerras !

As lagrimas devem parar. 

Esta obra entrará para os anais e menstruais de Sucupira e do país.

Antes da copa depois da copa .
“DUZENTOS E UM milhões em ação, pra frente Brasil do meu coração. [...] De repente é aquela corrente pra frente parece que todo o Brasil deu a mão. Todos unidos na mesma emoção, tudo é um só coração. Todos juntos vamos, pra frente Brasil, salve a seleção.”
Triste sina do brasileiro sem metro , sem ônibus, sem carro, sem bicicleta, sem jumento sem dinheiro no bolso, mas feliz finalmente ela chegou, será que Miguel Gustavo teria a mesma alegria gerada em 1970 para compor está letra. Só mudei a quantidade no inicio me perdoe Miguel. Geralmente gosto de futebol embora nunca tenha sido bom nisso sempre jogava uma pelada de domingo a domingo hoje me coloco como mero espectador sou Curintiano até morrer como fala o povo, mas vou assistir aos jogos da seleção e torcer para que este seja o ano da copa da cozinha da sala dos quartos o povo merece , mas depois da copa como serão usados os estádios o Itaquerão  nem pensar em demolição morro grudado as paredes mas c…

A sexta extinção.

Estudo desenvolvido por cientistas do México e EUA nota que no último século os vertebrados têm estado a desaparecer a um ritmo 114 vezes superior ao do passado.

Podemos concluir com elevado grau de certeza que as taxas de extinção modernas são excepcionalmente altas, que estão a aumentar e que sugerem que está em marcha uma extinção em massa”, dizem os autores da equipa liderada por Gerardo Ceballos, no estudo publicado na Science Advances. Esta será, lembram, a sexta extinção do gênero nos 4,5 mil milhões de anos de história do planeta Terra

“São incontestáveis as provas de que as taxas de extinção recentes não têm precedente na história do homem e são altamente incomuns na história da Terra”, afirmam os autores, acrescentando que a sua análise permite concluir que “a nossa sociedade global começou a destruir outras espécies a um ritmo acelerado, iniciando um episódio de extinção em massa nunca visto em 65 milhões de anos”.
Leia o link abaixo.
http://advances.sciencemag.org/content/1/5…