Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Alma

Gravei na alma o que me disse a calma.  Pudera eu entender de calma. Pois quando vejo sua alma ai sim perco minha calma. Vou deixando eu aquele meu pudor. Perco a vergonha fico sem calma meu desejo eleva minha alma. E lá bem em cima quando teu abraço vem desejo ter calma. Como se pudesse controlar a alma. Entrego-me tanto como que por encanto. Sem sentir meu pranto com o seu encanto. Vai meu pensamento desejando tanto. Um só momento entre outros tantos. Com a alma com a calma. Alma. Calma.