Pular para o conteúdo principal

Eu estarei ligado !

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) será tema do seminário No Caminho da Rio+20, que vai discutir temas como economia verde e inclusão social. O evento é organizado pela Fundação Konrad Adenauer e contará com a participação de especialistas e diplomatas do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri).

Além da economia verde e da inclusão social, estão na pauta do evento as mudanças climáticas, a sustentabilidade, o fornecimento de recursos, o papel do Estado e as relações internacionais. O seminário será amanhã (16) e terça-feira (17), no Hotel Caesar Park, em Ipanema.

A Rio+20 reunirá representantes de cerca de 200 países no Rio de Janeiro, no final de junho deste ano, com o objetivo de discutir a economia verde e a criação de uma instituição internacional voltada para o desenvolvimento sustentável ou o fortalecimento das estruturas já existentes.

Até o momento, cerca de 100 chefes de Estado e Governo confirmaram participação na Rio+20.
Este e o tema Economia verde economizar para dar lucro digo a quem seus indicativos segundo a Onu gira em torno de 1,3 trilhões de dolares para reciclar o mundo fonte revista Veja. Inclusão social só um mero exemplo aqui no Brasil com a copa do mundo teremos gastos de até 22 milhões de reais com alguns ajustes isso so no Rio serão ferramentas ops ! Para um paiz que tem seu indice de desigualdades entre os maiores do mundo sem falar no indice de mudanças climaticas que a secretraria da Onu Christiana Figueres foi categorica. O crescimento de gastos com armamentos aumentaram cerca de 50% esses gastos seriam capazes de ajudar os paizes em franca desestabilização a criarem defesas contra o aquecimento global e suas consequencias palavras ditas na Espanha.No caso da sustentabilidade teriamos que utilizar uma sigla bem definida os (3`Rs ) Reduzir Reutilizar e Reciclar começe hoje ainda a tempo.Esperemos coerencia e responsabilidade e não fuga em massa dos paizes desenvolvidos que o mundo reconsidere seus atos  que nos possamos estar inteirados dos assuntos que beneficiam nossas vidas e nosso contexto como sempre digo seu legado irá agradecer sua resposabilidade e amor.

Ame a vida !



Postagens mais visitadas deste blog

Silencie as guerras !

As lagrimas devem parar. 

Esta obra entrará para os anais e menstruais de Sucupira e do país.

Antes da copa depois da copa .
“DUZENTOS E UM milhões em ação, pra frente Brasil do meu coração. [...] De repente é aquela corrente pra frente parece que todo o Brasil deu a mão. Todos unidos na mesma emoção, tudo é um só coração. Todos juntos vamos, pra frente Brasil, salve a seleção.”
Triste sina do brasileiro sem metro , sem ônibus, sem carro, sem bicicleta, sem jumento sem dinheiro no bolso, mas feliz finalmente ela chegou, será que Miguel Gustavo teria a mesma alegria gerada em 1970 para compor está letra. Só mudei a quantidade no inicio me perdoe Miguel. Geralmente gosto de futebol embora nunca tenha sido bom nisso sempre jogava uma pelada de domingo a domingo hoje me coloco como mero espectador sou Curintiano até morrer como fala o povo, mas vou assistir aos jogos da seleção e torcer para que este seja o ano da copa da cozinha da sala dos quartos o povo merece , mas depois da copa como serão usados os estádios o Itaquerão  nem pensar em demolição morro grudado as paredes mas c…

A sexta extinção.

Estudo desenvolvido por cientistas do México e EUA nota que no último século os vertebrados têm estado a desaparecer a um ritmo 114 vezes superior ao do passado.

Podemos concluir com elevado grau de certeza que as taxas de extinção modernas são excepcionalmente altas, que estão a aumentar e que sugerem que está em marcha uma extinção em massa”, dizem os autores da equipa liderada por Gerardo Ceballos, no estudo publicado na Science Advances. Esta será, lembram, a sexta extinção do gênero nos 4,5 mil milhões de anos de história do planeta Terra

“São incontestáveis as provas de que as taxas de extinção recentes não têm precedente na história do homem e são altamente incomuns na história da Terra”, afirmam os autores, acrescentando que a sua análise permite concluir que “a nossa sociedade global começou a destruir outras espécies a um ritmo acelerado, iniciando um episódio de extinção em massa nunca visto em 65 milhões de anos”.
Leia o link abaixo.
http://advances.sciencemag.org/content/1/5…