Informação cuidados !

Cuidados com a dengue.
Concientização e os cuidados com a dengue
Dengue: Aracaju está entre as capitais em situação de alerta
Aracaju também apresenta índice de infestação por Aedes (Foto: Arquivo Infonet)
Com a aproximação do verão, as donas de casas devem tomar um cuidado redobrado com a dengue. Isso porque o mosquito Aedes aegypti se reproduz tanto em áreas sombrias quanto ensolaradas.
Segundo dados divulgados pelo LIRAa 2011 (Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti) cerca de 48 municípios brasileiros estão em situação de risco para ocorrência de surto de dengue, sendo que em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados apresentaram larvas do mosquito.
Entre as capitais em situação de alerta, destacam-se Salvador, com índice de infestação de 3,5%; Recife (3,1); Belém (2,2); São Luis (1,6%); e Aracaju (1,5%).
Pensando no risco constante de proliferação da doença, a Prefeitura Municipal de Aracaju por meio da Secretaria Municipal de Aracaju (SMS) tomou a iniciativa e implantou ações extras de combate à dengue. A principal é a realização da força-tarefa nos bairros sendo realizado também aos sábados. Neste sábado, 10, a Força-Tarefa estará visitando o bairro Cirurgia.
Cuidados
Lavanderia também pode ser um criadouro da doença
Caixas d'água, pratos e vasos de plantas ou flores, lavanderia, cisternas, garrafas, pneus, panelas, calhas de telhados e bacias, podem ser possíveis criadouros do Aedes, pois a larva do mosquito se reproduz em qualquer recipiente utilizado para armazenar água.
Para o supervisor regional da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Paulo Roberto Conceição Santos, a eliminação do mosquito só é possível com a quebra da cadeia de transmissão do foco da larva. “Alguns moradores estão mobilizados, mas é preciso a colaboração de todos. A prevenção deve ser feita agora antes que a chuva venha. O importante é que as donas de casas façam a sua parte e não espere o agente chegar para fazer o trabalho dele”, destaca o supervisor.
O supervisor Paulo Roberto conta ainda que o perigo da doença também pode ser encontrado em casas abandonadas e terrenos baldios. “No momento em que visitamos as residências, nós conscientizamos a população de que não se deve jogar lixo nesses lugares. A limpeza é feita, mas pouco tempo depois o lixo volta a ser depositado no mesmo lugar”, alerta Paulo.
Em casos de epidemia da dengue, ainda há a necessidade de serem executadas medidas de controle como o uso de inseticidas aplicados através de carro-fumacê, para diminuir o número de mosquitos adultos transmissores e interromper a disseminação da epidemia. Com isso, é necessário que a comunidade mantendo as portas e janelas das residências abertas, de modo a permitir a entrada do inseticida.
Por Aisla Vasconcelos

Postagens mais visitadas