Pular para o conteúdo principal

A educação atuante!


Não estou aqui para fazer media com o sucesso alcançado por aqueles que fazem, mais mostrar a diferença entre quem constroi e quem atira pedras. Somos um mundo como falam por ai cada um no seu quadrado, mas tenho uma necessidade de apoiar iniciativas como está, pois se seu quadrado não suportar o do vizinho e sinal de que alguma coisa está errada! Olhe em sua volta o mundo é de verdade!

Educão : 1º Lugar

Categoria: Inovação em Contextos Desafiadores

Nome do projeto: Educação Além dos muros
Autor: Sandra Maria Saragoça
Escola: Colégio Estadual Luiza Mahin
Cidade: Rio de Janeiro
Estado: RJ
Descritivo: Meninas de 12 a 21 anos, que cumprem medida socioeducativas de internação, buscam se restabelecer repassando os conhecimentos adquiridos nesse projeto. Por meio dele, as alunas aprenderam a fazer animações em Stop Motion e, utilizando o Movie Maker, criaram vídeos educativos sobre diversos temas da vida cotidiana que envolvem cuidados com meio ambiente, uso correto da água, poluição dos rios, entre outros. Esses vídeos são apresentados por elas para alunos de outras escolas, e isso tem promovido uma quebra de paradigmas, tanto de quem assiste, que se surpreende pelo fato de estarem aprendendo com as internas, quanto de quem apresenta, que se vê capaz de transmitir conhecimento às outras pessoas.

2º Lugar

Categoria: Inovação em Contextos Desafiadores

Nome do projeto: O software de conversação MSN na educação de surdos
Autor: Maura Zaurísia de Souza
Escola: Colégio Estadual Idalice Nunes
Cidade: Guanambi
Estado: BA
Descritivo: Por meio da utilização do MSN Messenger como base no aprendizado didático-pedagógico, o projeto tem o objetivo de identificar e desenvolver as habilidades de leitura e escrita dos estudantes com deficiência auditiva. A tecnologia do Messenger associada às técnicas de interação com surdos contribuem para a melhoria da comunicação e das práticas educativas, permitindo que os alunos aprendam não apenas a navegar pela Internet, mas também a exercitar sua participação em espaço de expressão de opiniões e ideias.

3º Lugar

Categoria: Inovação em Contextos Desafiadores

Nome do projeto: Violência - reflexo da sociedade - vamos refletir na escola
Autor: Glace Augusta Motta Silva
Escola: Escola Estadual São Paulo da Cruz
Cidade: Osasco
Estado: SP
Descritivo: O projeto visa promover a conscientização dos alunos à respeito da problemática do Bullying nas escolas, por meio de discussão entre eles sobre a questão. Os jovens trabalharam de forma colaborativa para fazerem as pesquisas sobre o tema e também para criação dos e-mails onde discutiam sobre a apresentação que deveriam elaborar. Utilizaram softwares como Power Point, Movie Maker, Word, Excel para criar as apresentações que serviram de base para a discussão e conscientização dos demais alunos da escola.


Construir uma escola democrática
A gestão democrática é a palavra de ordem na administração das escolas. Os educadores do no novo milênio devem ter na gestão democrática um princípio do qual não arredam pé nem abrem mão.
Quanto mais a escola é democrática, mais transparente é. Quanto mais a escola é democrática, menos erra, tem mais acerto e possibilidade de atender com eqüidade as demandas sociais.
Quanto mais exercitamos a gestão democrática nas escolas, mais os preparamos para a gestão da sociedade política e civil organizada. Aqui, pois, reside uma possibilidade concreta: chegar à universidade e concluir um curso de educação superior e estar preparado para tarefas de gestão no governo do Estado, nas prefeituras municipais e nos órgãos governamentais.
Quem exercita a democracia em pequenas unidades escolares, constrói um espaço próprio e competente para assumir responsabilidades maiores na estrutura do Estado. Portanto, quem chega à universidade não deve nunca descartar a possibilidade de inserção no meio político e poder exercitar a melhor política do mundo, a democracia.

Fonte:Decálogo do Bom Professor – por Vicente Martins


Postagens mais visitadas deste blog

Silencie as guerras !

As lagrimas devem parar. 

Esta obra entrará para os anais e menstruais de Sucupira e do país.

Antes da copa depois da copa .
“DUZENTOS E UM milhões em ação, pra frente Brasil do meu coração. [...] De repente é aquela corrente pra frente parece que todo o Brasil deu a mão. Todos unidos na mesma emoção, tudo é um só coração. Todos juntos vamos, pra frente Brasil, salve a seleção.”
Triste sina do brasileiro sem metro , sem ônibus, sem carro, sem bicicleta, sem jumento sem dinheiro no bolso, mas feliz finalmente ela chegou, será que Miguel Gustavo teria a mesma alegria gerada em 1970 para compor está letra. Só mudei a quantidade no inicio me perdoe Miguel. Geralmente gosto de futebol embora nunca tenha sido bom nisso sempre jogava uma pelada de domingo a domingo hoje me coloco como mero espectador sou Curintiano até morrer como fala o povo, mas vou assistir aos jogos da seleção e torcer para que este seja o ano da copa da cozinha da sala dos quartos o povo merece , mas depois da copa como serão usados os estádios o Itaquerão  nem pensar em demolição morro grudado as paredes mas c…

A sexta extinção.

Estudo desenvolvido por cientistas do México e EUA nota que no último século os vertebrados têm estado a desaparecer a um ritmo 114 vezes superior ao do passado.

Podemos concluir com elevado grau de certeza que as taxas de extinção modernas são excepcionalmente altas, que estão a aumentar e que sugerem que está em marcha uma extinção em massa”, dizem os autores da equipa liderada por Gerardo Ceballos, no estudo publicado na Science Advances. Esta será, lembram, a sexta extinção do gênero nos 4,5 mil milhões de anos de história do planeta Terra

“São incontestáveis as provas de que as taxas de extinção recentes não têm precedente na história do homem e são altamente incomuns na história da Terra”, afirmam os autores, acrescentando que a sua análise permite concluir que “a nossa sociedade global começou a destruir outras espécies a um ritmo acelerado, iniciando um episódio de extinção em massa nunca visto em 65 milhões de anos”.
Leia o link abaixo.
http://advances.sciencemag.org/content/1/5…