Alguns constroem suas vidas ,outros já nascem com a vida feita qual a diferênça!


Se você ler um pouco sobre a historia do povo Hebreu saberá que acumular benesses outrora não era e ainda hoje não se é considerado um erro pois se você trabalha sem o prejuizo de outros não existe erros neste ato .Construir sua vida ou sua historia e um ato de Amor e de Fé ,amor a si mesmo e fé na quilo que se faz . O ser humano tem uma tendencia de crescer em todos os aspectos mas não articula bem algumas ações.'' Detrimento'' você já pensou nesta palavra, realizar sonhos construir sua historia sem pensar na quilo que o rodeia e puro detrimento das pessoas que de certa forma direta ou indiretamente o ajudam nesta faze de sua vida. Continuo afirmando a vida passa mas os valores são eternos . Essa estrada pode não ser uma auto estrada mas pode ser um caminho um caminho construido pelas proprias mãos construido com a força de seus passos essas são suas marcas na historia deixe suas marcas ou referências neste mundo para que quando pensarem em você digam aquele cara , homem sei lá deixou otimas referências sobre sua vida ,sei que estou escrevendo milhões de pessoas fazem isso todos os dias mas falo de referências intelectuais enraizadas em seus atos como já ouvi dizer estou cansado de ouvir você gritar quero ouvir seus atos ,concretize seus valores baseados em um carater inabalavel.
preste atenção nestas palavras de Lauro Milhomem Coutinho.

Valores Humanos Universais

1. VERDADE. Aspecto intelectual.
A verdade é o principio básico que está por trás de todas as formas de vida. Ela dirige a conduta do ser humano autentico e o ajuda a superar seus temores. É o que dá significado e dignidade à vida.
A verdade é um valor humano, porque o homem, mesmo conhecendo-a, dentro da relatividade de sua mente e, emitindo julgamentos variáveis sobre as coisas, pode fazer dela a motivação para a busca do divino.
A verdade absoluta é Deus.

Subvalores ou valores relativos:
Otimismo, Discernimento, Atenção, Reflexão, Honestidade, Exatidão, Coerência, Justiça, Lealdade, Liderança e Humildade.

2. AÇÃO CORRETA. Aspecto físico.
A ação correta resulta da sintonia harmônica do ser humano com a natureza e com o universo. O ser humano Age corretamente sempre que ouve a voz interior, da consciência.
É um valor humano porque, sendo o ser humano uma mescla de ignorância e conhecimento, de bem e mal, tem na ação correta à prevalência do bem. Só o ser humano é capaz de moldar seu caráter e escolher o próprio comportamento. Como valor absoluto, é a lei cósmica eterna, que tudo sustenta e permeia.

Subvalores ou valores relativos:
Dever, Ética, Honradez, Iniciativa, Responsabilidade, Respeito, Simplicidade, Amabilidade, Bondade, Disciplina, Limpeza, Ordem, Coragem, Integridade, Dignidade, Prudência e Serviço ao próximo.

3. AMOR. Aspecto psíquico.
O amor é a energia de criação e coesão, transformação e manutenção da vida. É a força que abastece a psique, a alma. Essa plenitude é o alimento que nutre a mente e se reflete no pensamento, palavras, ações e habito.
O exercício do amor é que revela o ser profundo, sagrado, transcendental e sublime.
Quando o ser humano consegue transpor a autopreservação, o sentido de posse, vencer os limites das preferências e aversões, realiza a divindade na condição humana.
Como valor absoluto, é a manifestação de Deus.

Subvalores ou valores relativos:
Dedicação, Amizade, Generosidade, Devoção, Gratidão, Caridade, Perdão, Compaixão, Compreensão, Simpatia, Igualdade, Alegria, Espírito de Sacrifício e renuncia.


4. PAZ. Aspecto mental.
A paz é o alicerce da felicidade do homem. Ela advém da eliminação da desordem interior criada pelos estímulos dos sentidos, emoções e pela formação sucessiva e não seletiva de pensamentos e desejos.
A mente pode ser a principal aliada na construção da paz interior, mas também o mais sério obstáculo a ser transposto. Disciplinada, é o ponto de equilíbrio entre a personalidade e o espírito. Desorientada, fonte de inquietações, pensamentos inúteis e desgastantes que corroem a paz interior.
Na paz é que se processam as transformações da personalidade.
Enquanto valor absoluto é a bem-aventurança divina.

Subvalores ou valores relativos:
Silêncio interior, Calma, Contentamento, Tranqüilidade, Paciência, Autocontrole, Auto-estima, Autoconfiança, Auto-aceitação, Tolerância, Concentração e Desprendimento.

5. NÃO VIOLÊNCIA. Aspecto espiritual.
A não-violência é o reflexo da vitória do espírito sobre a natureza animal instintiva. Respeitar a si mesmo, todos os seres, coisas e leis naturais, com humildade, amor e cooperação, é vivenciar a não-violência.
A vida se nutre da vida, mas o ser humano pode subsistir sem causar danos desnecessários às demais formas de vida.
Pela não-violência revela-se o que existe de melhor no humano. É a característica dos fortes e mansos de coração.
É um valor absoluto porque é a meta da realização humana.

Subvalores ou valores relativos:
Fraternidade, Cooperação, Concórdia, Altruísmo, Força interior, Respeito à cidadania, Patriotismo, Responsabilidade cívica, Unidade, Solidariedade, Respeito à natureza, Respeito às diferentes raças, culturas e religiões, Uso adequado: do tempo, da energia, do dinheiro, da energia vital, da energia do alimento e do conhecimento.

Reflexão:
A adoção dos valores humanos universais, como princípios norteadores do ser humano com seus pares, seja nos relacionamentos amorosos, familiares, fraternais ou comerciais, prestam-se como fator preventivo da angustia, da raiva, do sentimento de inferioridade e culpa e, sobretudo, do sentimento de dominador e dominado.

Referencia bibliográfica:
DISKIN, Lia; MARTINELLI, marilu:MIGLIORI, Regina; ESPIRITO SANTO, Ruy – Ética, Valores Humanos e Transformação. Série Temas Transversais, vol. 1 São Paulo: Ed. Peirópolis, 1998. 
 

A verdade e uma espada de dois gumes viva com ela em suas mãos quando as lutas aparecerem levante está espada e seja um vencedor.
Juvenal Sandro Bispo.
 
 
 
 

Postagens mais visitadas