O preguinho!


O que você consegue distinguir nessa imagem um prego mal pregado, uma madeira que se desgastou ou o tempo que passou e que definiram algumas, mas não todas as coisas. Um dia ele era firme o prego! Ela estava nova a madeira! Mas com o tempo as coisas foram se definindo se deteriorando se gastando.

Sol

Chuva

Vento

Intempéries do tempo o sol lembra luz, calor por mais que se esconda ele sempre acha uma fresta para mostrar uma silhueta que você tenta esquecer, mas que sempre nos persegue a sombra define aquilo que você não quer ver sua silhueta Jesus corro da sombra, mas a danada sempre está a frente ou atrás

Chuva refrescante não trás bonança, mas ou e de menos ou e demais ruim sem ela pior com muito dela aquele pingo que martela na sua cabeça que você não esquece uma tempestade de lembranças ou do passado ou coisa do presente que vive molhando nosso rosto de lágrimas, mas quando vem com força carrega tudo passado presente e pior escondem as marcas do futuro aquelas pegadas firmes que você deu que definiram seu presente e estavam preparando o amanhã.

E o que falar do vento um frescor que nós faz lembrar de cheiros aromas situações alegres e tristes aquele perfume aquele cheiro do corpo roubado pelo vento do tempo , mas a uma hora em que ficamos assim como um prego mal pregado como uma madeira que range o tal de mal humor. Vamos pregar o prego em um lugar firme onde não possa se expor nem ser arrancado nem ficar com o corpo fora e a outra parte dentro um prego bem pregado porque a sempre alguém que precisa de prego epá de um porto seguro anime-se a questões na vida que ficam meio assim mal acabadas mas comece hoje a martelar com segurança com afinco com perseverança a madeira pode ser dura ou mole aprenda a lidar com ela com a situações planeje estude cuidado para não martelar o dedo alheio ou pior aquele que indica tudo o tal indicador ou melhor apontador não aponte os erros tampe o buraco fim da questão.

Foto Kiko Cruz .

Postagens mais visitadas